quinta-feira, 2 de abril de 2015

O Brasileirismo hipócrita (Por Thiago Muniz)

Se você ta muito puto com a sociedade em que vive, se preocupe em mudar a sociedade e não de sociedade.

Aqui no Brasil, o brasileiros acreditam pouco no Brasil. As coisas não podem funcionar totalmente ou dar certo, porque aqui, é assim, é Brasil. Tem um sentimento geral de inferioridade que é gritante. Principalmente a respeito dos Estados Unidos. To esperando o dia quando o Brasil vai abrir seus olhos.

Invista nas suas tranças, nos tratamentos naturais, valorize a negritude herança de nossos ancestrais. Colete á prova de balas, racistas: estamos usando, curando e chamando pra guerra todas as minas e todos os manos. Vamos enfrentar agora a educação racista, Não dê boneca branca para sua filha. Não deixe as crianças se viciarem em televisão. Porque o bicho mal e feio que aparece sempre é o negão. Eles vão querer ser brancos, não vão se achar bonitos. Porque não são vistos na propaganda da Sorriso.

Vi condomínios rasgarem mananciais. A mando de quem fala de deus e age como satanás. Quem pode menos, chora mais, Corre do gás, luta, morre, enquanto o sangue escorre. É nosso sangue nobre, que a pele cobre, Tamo no corre, dias melhores, sem lobby.A TV cancerígena,

APLAUDE PRÉDIO EM CEMITÉRIO INDÍGENA

AUSCHWITZ OU GUETO? ÍNDIO OU PRETO?

MESMO JEITO, EXTERMÍNIO,

Reportagem de um tempo mau, tipo plínio.

ALPHAVILLE FOI INVASÃO, INCRIMINE-OS!

Grito como fuzis, uzis, por brasis

Que vem de baixo, igual machado de assis.

Ainda vivemos como nossos pais elis

Quanto vale uma vida humana, me diz?

Sombras face a face dos egoístas e dos miseráveis. Nos egoístas, os preconceitos, as trevas da educação rica, o apetite crescendo pelo inebriamento, uma atordoação de prosperidade que ensurdece, o receio de sofrer que, em alguns, chega até à aversão pelos que sofrem, um contentamento implacável, o eu tão inchado que fecha a alma; nos miseráveis, a cobiça, a inveja, a raiva de ver os outros gozar, os profundos abalos da bêsta humana para as sociedades, os corações cheios de nevoeiro, a tristeza, a fatalidade, a ignorância impura e simples.

O meu medo está em toda parte, tenho medo de bandido, de estuprador, de drogado. Tenho medo da polícia, dos PM’s que abusam de menores, espancam e se corrompem, deixando passar batido tantas impunidades.

Tenho medo de ficar doente e precisar de um hospital público. Tenho medo da incompetência dos meus professores e do descaso da direção da minha escola. Tenho medo do meu futuro, de me sentir envergonhada por não aparentar ser o que querem que eu seja. Tenho medo de colaborar com a destruição da natureza, medo de ver que não existem mais florestas e que o ambiente marítimo foi destruído.

Temo comprar telefones, sabendo que são frutos do trabalho semi-escravo de brasileiro ou de outros de outras nações. Tenho medo de desperdiçar comida porque eu me lembro das pessoas que passam fome. Tenho medo também de competir no mercado de trabalho sendo mulher. Tenho medo de acidentes de trânsito.

O pior é saber que minha mãe paga altos impostos para que as coisas continuem como estão. É ver que o Brasil é abusado todos os dias e que a grande maioria sente tudo, mas não tem cunhão pra reclamar.

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura. Se liga, olha a sua volta, veja o tanto de imposto que você paga, veja o mendigo na rua, o moleque passando fome, a criança sem escola, a rua sem asfalto, os hospitais repassando doenças, os garotos levando baculejo e nego sentando na grana.

O meio Ambiente no Brasil é tratado desta maneira, à cada eleição só entra políticos com voracidade em roubar as riquezas de nosso País. Os políticos estão de mãos dadas com madeireiros inescrupulosos, os "governos" mostram com (clareza) que não se interessam pelo futuro do Brasil, apenas o que podem ‘pegar no presente’.































BIO


Thiago Muniz é colunista do blog "O Contemporâneo", do site Panorama Tricolor, do blog Eliane de Lacerda e do blog do Drummond. Apaixonado por literatura e amante de Biografias. Caso queiram entrar em contato com ele, basta mandarem um e-mail para: thwrestler@gmail.com. Siga o perfil no Twitter em @thwrestler.



Nenhum comentário:

Postar um comentário